SÉRIE 180 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA

QUESTÃO 122. (MPEAP / 2012) A entrevista lúdica de cada processo psicodiagnóstico é uma experiência nova, tanto para o psicólogo como para a criança, uma vez que nos brinquedos oferecidos pelo psicólogo, a criança deposita parte dos sentimentos, representante de distintos vínculos com objetos de seu mundo interno, processo no qual, segundo Blanca Guevara Werlang, se refletirá o estabelecimento de um vínculo 

 

(A)  rígido e contínuo. 

(B) afetuoso e colaborador. 

(C) transferencial breve. 

(D)  estruturado e de enquadramento. 

(E)  de confiança e de organização.

COMENTÁRIO

A entrevista lúdica ou hora do jogo diagnóstica é uma técnica clínica muito importante na avaliação de crianças, pois permite compreender a natureza do pensamento infantil, fornecendo informações significativas do ponto de vista evolutivo, psicopatológico e psicodinâmico, possibilitando formular conclusões diagnósticas, prognósticas e indicações terapêuticas (Werlang, 2002).

 

As crianças, de maneira geral, agem, falam e/ou brincam de acordo com suas possibilidades maturacionais, emocionais, cognitivas e de socialização e é pela sua ação (ativa ou passiva) que elas expressam suas possibilidades, descobrindo-se a si mesmas e revelando-se aos outros.

 

O papel do psicólogo na entrevista lúdica diagnóstica é passivo, porque funciona como observador, mas também é ativo, na medida em que sua atitude é atenta na compreensão e formulação de hipóteses sobre a problemática do entrevistado, assim como na ação de efetuar perguntas para esclarecer dúvidas sobre a brincadeira. Ainda, dependendo de cada situação, o psicólogo poderá não participar do jogo ou brincadeira, ou poderá desempenhar um determinado papel, caso seja desejo da criança.

 

Efron et al. (2009) referem oito indicadores da hora do jogo diagnóstica que auxiliam o psicólogo a analisar e interpretar a entrevista:

 

  1. A escolha do brinquedo e de brincadeiras,

  2. A modalidade de brincadeiras indica a forma em que o ego manifesta a função simbólica que estrutura o seu brincar.

  3. A personificação - indica a capacidade de assumir a atribuir papéis de forma dramática;

  4. A motricidade - permite analisar a adequação da criança à etapa evolutiva que atravessa;

  5. A criatividade - exige um ego plástico capaz de abertura para experiências novas.

  6. A tolerância à frustração – importante para investigar a possibilidade de aceitar as instruções com as limitações que são impostas.

  7. A capacidade simbólica que se expressa no brincar – dá acesso às fantasias inconscientes;

  8. A adequação à realidade - permite avaliar o desprender da mãe no primeiro encontro com o psicólogo e atuar de acordo com sua idade cronológica.

 

Essa proposta não significa que não há outros critérios a serem considerados, mas serve como um guia auxiliar do psicólogo. Ocampo e Arzeno (2009) chamam atenção para outros indicadores de análise que devem ser avaliadas pelo profissional que entrevista crianças, tais como o tipo de vínculo que o paciente estabelece com o psicólogo, a transferência e a contratransferência, a classe de vínculo que estabelece com os outros e suas relações interpessoais.

 

O enunciado da questão traz um trecho literal do capítulo sobre entrevista lúdica, publicado por Blanca Guevara Werlang no livro Psicodiagnóstico V, conforme pode ser visto a seguir:

“A entrevista lúdica de cada processo psicodiagnóstico é uma experiência nova, tanto para o psicólogo como para a criança em que se refletirá o estabelecimento de um vínculo transferencial breve. Nos brinquedos oferecidos pelo psicólogo, acriança deposita parte dos sentimentos, representante de distintos vínculos com objetos de seu mundo interno” (p. 99)

 

Nesta transcrição grifamos o trecho que evidencia a resposta da questão. Conforme o referencial teórico psicodinâmico que norteia a aplicação da entrevista lúdica, durante esta interação se estabelece um vínculo transferencial breve.

 

GABARITO: (C) transferencial breve. 

EXPERIMENTE GRÁTIS O SISTEMA VIP

Administrado por: Editora Sanar LTDA - ME

CNPJ: 18.990.682/0001-92 

R. Alceu Amoroso Lima, 172 - Salvador Office & Pool, 3ro Andar - Caminho das Árvores, CEP 41820-770, Salvador - BA - Brasil Tel.: 71 3052-4831

PARA FALAR COM A NOSSA EQUIPE:

Email: suporte@concursospsi.com

WhatsApp: (71) 99672-9083