SÉRIE 180 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA

QUESTÃO 140. (Fundação Casa / 2010) Ao selecionar as técnicas que serão usadas na realização de um psicodiagnóstico, o psicólogo terá à disposição técnicas idiográficas e técnicas nomotéticas. As técnicas idiográficas caracterizam-se por

 

(A) adotar uma abordagem psicométrica, na qual os resultados do examinando são avaliados em relação ao desempenho da população à qual pertence.

(B) depender essencialmente da habilidade do profissional que as utiliza em articular o desempenho do examinando com informações obtidas de outras fontes.

(C) fazer uso de técnicas gráficas em diferentes contextos, cada qual com exigências próprias de habilidade do profissional e atributos psicométricos de cada técnica.

(D) dar destaque aos aspectos patológicos dos processos mentais revelados pelo examinando, em oposição às técnicas nomotéticas que se restringem ao espectro da normalidade.

(E) dispor de melhores qualidades psicométricas do que as técnicas nomotéticas, o que assegura uma avaliação mais objetiva do desempenho do examinando.

COMENTÁRIO

 

O psicólogo Gordon Allport descreveu dois tipos de pesquisas para o estudo da personalidade:

 

Nomotético (dimensional) – estudar o comportamento em termos de princípios gerais, variáveis universais e um grande número de sujeitos;

 

Idiográfico (morfogênico) – centrar-se no caso individual, usando métodos e variáveis adequados à singularidade de cada pessoa.

 

Allport destacava a importância da pesquisa idiográfica, ou o estudo aprofundado dos indivíduos, com o propósito de aprender mais a respeito das pessoas de um modo geral.

 

A abordagem idiográfica permite uma melhor predição e entendimento da personalidade.  Afinal, apenas conhecendo a pessoa em suas características individuais é que se faz possível predizer o que ela fará em qualquer situação (Friedman e Schustack, 2004; Hall, Lindey e Campbell, 2000). 

 

As maneiras de se fazer pesquisa idiográfica são variadas e estão abertas a novas possibilidades. Uma das formas de realizar pesquisa idiográfica é através da utilização das mesmas medidas que são usadas para todas as pessoas (inventários, questionários, etc), mas comparando os resultados de um indivíduo em uma escala com os seus resultados em outras escalas, ao invés de compará-los com os resultados de outras pessoas em cada  escala (Friedman e Schustack, 2004).

 

Vamos analisar cada uma das assertivas a fim de identificarmos qual delas apresentam a descrição do método idiográfico:

 

(A) adotar uma abordagem psicométrica, na qual os resultados do examinando são avaliados em relação ao desempenho da população à qual pertence.

 

ERRADA – cita uma característica do método nomotético.

 

(B) depender essencialmente da habilidade do profissional que as utiliza em articular o desempenho do examinando com informações obtidas de outras fontes.

 

CORRETA – No método idiográfico busca-se compreender o indivíduo comparando-se mostras de seu comportamento e características coletados a partir de diversas fontes.

 

(C) fazer uso de técnicas gráficas em diferentes contextos, cada qual com exigências próprias de habilidade do profissional e atributos psicométricos de cada técnica.

 

ERRADA – A diferença entre os dois métodos não está no uso ou não de técnicas gráficas, pois ambos as utilizam, mas no sujeito em estudo. Na pesquisa nomotética os resultados do indivíduo são comparados com os de outras pessoas, enquanto que na pesquisa idiográfica os resultados do indivíduo são comparados com suas próprias respostas em outros contextos.  

 

(D) dar destaque aos aspectos patológicos dos processos mentais revelados pelo examinando, em oposição às técnicas nomotéticas que se restringem ao espectro da normalidade.

 

ERRADA – em nenhum dos tipos de pesquisa existe uma ênfase exclusiva sobre aspectos psicopatológicos ou “normais”. O pesquisador pode utilizar qualquer dos dois tipos de pesquisa para avaliar as mais diversas características.

 

(E) dispor de melhores qualidades psicométricas do que as técnicas nomotéticas, o que assegura uma avaliação mais objetiva do desempenho do examinando.

 

ERRADA – Os instrumentos psicométricos são fundamentados em valores estatísticos que indicam sua sensibilidade, precisão e validade. Em ambos os tipos de pesquisa se faz possível obter dados confiáveis, desde que o pesquisador escolha adequadamente os instrumentos a serem utilizados e esteja capacitado para analisar os resultados corretamente.

 

GABARITO: (B) depender essencialmente da habilidade do profissional que as utiliza em articular o desempenho do examinando com informações obtidas de outras fontes.

EXPERIMENTE GRÁTIS O SISTEMA VIP

Administrado por: Editora Sanar LTDA - ME

CNPJ: 18.990.682/0001-92 

R. Alceu Amoroso Lima, 172 - Salvador Office & Pool, 3ro Andar - Caminho das Árvores, CEP 41820-770, Salvador - BA - Brasil Tel.: 71 3052-4831

PARA FALAR COM A NOSSA EQUIPE:

Email: suporte@concursospsi.com

WhatsApp: (71) 99672-9083