SÉRIE 180 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA

QUESTÃO 46. (IAMSPE-HSPE / 2012) O modelo piagetiano de desenvolvimento cognitivo aponta que o adolescente é capaz de formar esquemas conceituais abstratos dos 12 anos em diante. Trata-se do período

 

(A) pré-operacional.

(B) das operações formais.

(C) das operações concretas.

(D) sensório-motor.

(E) epistemofílico.

COMENTÁRIO

Piaget descreveu quatro estágios principais que levam à capacidade do pensamento adulto. Um é pré-requisito para o próximo, mas a forma como crianças diferentes avançam por esses estágios varia conforme sua herança genética e circunstâncias ambientais (Eizirik, Bassols, Gastaud e Goi, 2013; p. 20).

 

Estágio Sensório-motor (0 a 2 anos) – Uso de esquemas inatos para compreender o mundo (preensão, sugar e olhar); aprendizagem por ensaio e erro e experimentação; ausência de relações casuais e de planejamento; início da capacidade de representação objetal, mas incapacidade de manipular as imagens mentais; ausência de símbolos (Eizirik, Bassols, Gastaud e Goi, 2013; p. 20).

 

Estágio Pré-operatório (2 a 7 anos) – Capacidade de simbolizar; capacidade de manipular mentalmente os símbolos (a vassoura ode virar um cavalo durante a brincadeira); egocentrismo (a criança pressupõe que todos veem o mundo à sua maneira; ausência de conservação (a massinha de modelar em formato esférico é amassada e, mesmo que a criança veja nenhuma quantidade de massa foi adicionada, ela diz que há mais quantidade no novo formato); início da capacidade de classificação e agrupamento de objetos, mas ausência do princípio de inclusão de classe - p.ex. rosas são parte da classe das flores (Eizirik, Bassols, Gastaud e Goi, 2013; p. 20).

 

Estágio das Operações concretas (7 a 11 ou 12 anos) – Elaboração de regras e estratégias para compreender o mundo; reversibilidade (operações mentais e ações físicas podem ser invertidas – a massinha amassada pode volta a ficar redonda); operações matemáticas; ordenação seriada; capacidade de investigar hipóteses; lógica indutiva (do particular para o geral) e não dedutiva (Eizirik, Bassols, Gastaud e Goi, 2013; p. 20)

 

Estágio das Operações formais (11 ou 12 anos em diante) – Capacidade de previsão, não só de constatação; imaginação de consequências futuras para as ações presentes; solução sistemática e metódica de problemas; lógica dedutiva (se as premissas são verdadeiras, então a conclusão é verdadeira); descentralização da perspectiva egocêntrica (Eizirik, Bassols, Gastaud e Goi, 2013; p. 20).

 

De uma forma geral, todos os indivíduos vivenciam essas 4 fases na mesma sequência, porém o início e o término de cada uma delas pode sofrer variações em função das características da estrutura biológica de cada indivíduo e da riqueza (ou não) dos estímulos proporcionados pelo meio ambiente em que ele estiver inserido. Ou seja, a sequência em que ocorrem as etapas é fixa, pois uma etapa é pré-requisito para a próxima, mas a divisão nessas faixas etárias é uma referência, e não uma norma rígida.

 

GABARITO: (B) das operações formais.

EXPERIMENTE GRÁTIS O SISTEMA VIP

Administrado por: Editora Sanar LTDA - ME

CNPJ: 18.990.682/0001-92 

R. Alceu Amoroso Lima, 172 - Salvador Office & Pool, 3ro Andar - Caminho das Árvores, CEP 41820-770, Salvador - BA - Brasil Tel.: 71 3052-4831

PARA FALAR COM A NOSSA EQUIPE:

Email: suporte@concursospsi.com

WhatsApp: (71) 99672-9083