SÉRIE 180 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA

QUESTÃO 62. (TJAL /2012) (Fundação Casa / 2013) Para Winnicott, a base da tendência antissocial inclui

 

(A) um histórico de carência emocional.

(B) a expulsão de impulsos agressivos ameaçadores.

(C) a projeção no ambiente do mau objeto dissociado.

(D) a perda de uma boa experiência inicial.

(E) a sublimação da agressividade.

COMENTÁRIO

Winnicott (1988) buscou nos contatos primordiais da criança com o mundo, intermediados pela figura materna, a gênese da tendência antissocial. Quando o ambiente, que deveria ser suficientemente bom, com uma provisão ambiental adequada, apresenta falhas importantes, pode conduzir a um estado de privação ou a um estado de deprivação, dependendo do estágio de desenvolvimento emocional em que a criança se encontre.

 

Winnicott verificou que mudanças sutis nas relações mais primitivas podem resultar numa vivência traumática pela criança.

 

A grande especificidade com relação à falha ambiental deflagradora da tendência antissocial é que ela ocorre de maneira abrupta do ponto de vista da criança, numa fase do amadurecimento no qual ela (a criança) já é capaz de identificar a falha como proveniente do ambiente, ou seja, já existe um EU integrado e separado do ambiente e que reconhece que foi lesado por ele.

 

Esta falha ambiental não está necessariamente relacionada ao fato da mãe ou a família se tornarem de repente "maus" ou incapazes de cuidar da criança. 

 

Exemplos de falha ambiental:

 

  • Uma mudança de humor da mãe pela chegada de um novo filho;

  • O fato de a mãe ter que se ausentar por um período de tempo demasiado longo para que a criança pudesse manter a confiabilidade inabalada;

  • A separação dos pais.

As "quebras" na continuidade podem passar despercebidas a "olho nu", mas têm potencial para desencadear uma tendência antissocial, em decorrência da extrema sensibilidade da criança com relação aos cuidados ambientais nesta fase do amadurecimento pessoal.

 

Esta perda do ambiente suficientemente bom foi denominada por Winnicott pelo termo deprivação e está sempre presente na raiz da tendência antissocial. A deprivação ocorre geralmente entre os dez meses e os três, quatro anos de idade.

 

Na base da tendência antissocial está uma boa experiência de cuidados maternos iniciais que, no entanto, foi perdida em algum momento de seu desenvolvimento.

 

Assim, a perda de uma condição satisfatória de proteção, segurança e correspondência entre o "Eu" e o mundo (outros) é a característica essencial da tendência antissocial.

 

GABARITO: (D) a perda de uma boa experiência inicial.

EXPERIMENTE GRÁTIS O SISTEMA VIP

Administrado por: Editora Sanar LTDA - ME

CNPJ: 18.990.682/0001-92 

R. Alceu Amoroso Lima, 172 - Salvador Office & Pool, 3ro Andar - Caminho das Árvores, CEP 41820-770, Salvador - BA - Brasil Tel.: 71 3052-4831

PARA FALAR COM A NOSSA EQUIPE:

Email: suporte@concursospsi.com

WhatsApp: (71) 99672-9083