SÉRIE 180 QUESTÕES COMENTADAS DE PSICOLOGIA

QUESTÃO 71. (MPEAP/2012) No transtorno de personalidade borderline, o indivíduo apresenta humor

 

(A) modulado pelo nível de gratificação imediata, porém sem risco mórbido.

(B) estável e muitas vezes não se consegue rapidamente detectar riscos eminentes.

(C) constantemente melancólico e por vezes isto se confunde com a depressão clássica.

(D) predominantemente irritadiço e isto se mistura com o padrão esquizotípico.

(E) instável, muitas vezes sente-se vazio e corre grande risco de se matar.

COMENTÁRIO

301.83 – TRANSTORNO DE PERSONALIDADE BORDERLINE [DSM-IV]

F60.31 – TRANSTORNO DE PERSONALIDADE EMOCIONALMENTE INSTÁVEL [CID-10]

 

Critérios Diagnósticos:

 

Um padrão invasivo de instabilidade dos relacionamentos interpessoais, autoimagem e afetos e acentuada impulsividade, que começa no início da idade adulta e está presente em uma variedade de contextos, como indicado por cinco (ou mais) dos seguintes critérios:

 

(1) esforços frenéticos para evitar um abandono real ou imaginado.

 

Nota: Não incluir comportamento suicida ou automutilante, coberto no Critério 5.

 

(2) um padrão de relacionamentos interpessoais instáveis e intensos, caracterizado pela alternância entre extremos de idealização e desvalorização.

 

(3) perturbação da identidade: instabilidade acentuada e resistente da autoimagem ou do sentimento de self.

 

(4) impulsividade em pelo menos duas áreas potencialmente prejudiciais à própria pessoa (por ex., gastos financeiros, sexo, abuso de substâncias, direção imprudente, comer compulsivamente).

 

Nota: Não incluir comportamento suicida ou automutilante, coberto no Critério 5.

 

(5) recorrência de comportamento, gestos ou ameaças suicidas ou de comportamento automutilante.

 

(6) instabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor (por ex., episódios de intensa disforia, irritabilidade ou ansiedade geralmente durando algumas horas e apenas raramente mais de alguns dias).

 

(7) sentimentos crônicos de vazio.

 

(8) raiva inadequada e intensa ou dificuldade em controlar a raiva (por ex., demonstrações frequentes de irritação, raiva constante, lutas corporais recorrentes).

 

(9) ideação paranóide transitória e relacionada ao estresse ou severos sintomas dissociativos.

Vamos analisar cada uma das alternativas de resposta:

 

(A) modulado pelo nível de gratificação imediata, porém sem risco mórbido.

 

ASSERTIVA INCORRETA - conforme vimos, o indivíduo com Transtorno Borderline pode colocar sua vida em risco, tanto em ações impulsivas de exposição física, quanto através da tentativa de suicídio.

 

(B) estável e muitas vezes não se consegue rapidamente detectar riscos eminentes.

 

ASSERTIVA INCORRETA – A instabilidade é uma característica essencial no Transtorno Borderline.

 

(C) constantemente melancólico e por vezes isto se confunde com a depressão clássica.

 

ASSERTIVA INCORRETAinstabilidade afetiva devido a uma acentuada reatividade do humor. As reações são intensas, mas duram apenas algumas horas; diferente do quadro de depressão, cujo humor deprimido permanece por semanas ou meses.

 

(D) predominantemente irritadiço e isto se mistura com o padrão esquizotípico.

 

ASSERTIVA INCORRETA – A irritabilidade está presente no Transtorno Borderline, mas não no padrão esquizotípico. O que pode ocorrer em comum são as Ideias ou ilusões paranoides.

 

(E) instável, muitas vezes sente-se vazio e corre grande risco de se matar.

 

ASSERTIVA CORRETA – apresenta três critérios diagnósticos: irritabilidade; sentimento de vazio; tendência suicida.

 

GABARITO: (E) instável, muitas vezes sente-se vazio e corre grande risco de se matar.

EXPERIMENTE GRÁTIS O SISTEMA VIP

Administrado por: Editora Sanar LTDA - ME

CNPJ: 18.990.682/0001-92 

R. Alceu Amoroso Lima, 172 - Salvador Office & Pool, 3ro Andar - Caminho das Árvores, CEP 41820-770, Salvador - BA - Brasil Tel.: 71 3052-4831

PARA FALAR COM A NOSSA EQUIPE:

Email: suporte@concursospsi.com

WhatsApp: (71) 99672-9083